RESTAURAÇÃO DO ALTAR



O livro de Esdras e Neemias falam de restauração. Restauração é um dos temas básicos da Bíblia. Em Jesus,  Deus restaurou a criação caída. Na sua primeira vinda a igreja gloriosa quase foi formada.
          Mas logo entraram declínio e apostasia, e por isso precisamos novamente de restauração antes da segunda vinda de Cristo. Se temos uma visão do plano de Deus, procuraremos fazer parte do processo de restauração que ele está realizando hoje.
A passagem de Esdras 3.1-6 fala de um elemento primordial da restauração: o altar. As coisas de Deus são organizadas; nada é por acaso. A primeira coisa que os filhos de Israel foram dirigidos a fazer foi levantar o altar. Do nosso ponto de vista, as coisas deveriam ser diferentes. Primeiro levantaríamos os muros para nos proteger dos inimigos, depois faríamos a casa, e por último o altar. Mas na ordem de Deus construíram primeiro o altar, depois lançaram os alicerces da casa e a edificaram (com dificuldade e uma interrupção de 16 anos) e finalmente na geração seguinte é que levantaram os muros. Vemos que a obra de restauração requer paciência.
O altar, então, deve ser levantado antes de construir a casa, pois será uma proteção melhor contra os inimigos do que os muros. Depois do altar, poderemos construir a casa, formar a cidade e estabelecer o reino.
A obra principal de Elias (considerado o profeta da restauração) foi restaurar o altar do Senhor (1 Rs 18.30), o lugar da adoração. 
O que é restaurar o altar? O que significa restaurar o altar?
Vejamos a letra das músicas de Alda Célia:
Música “Estou aqui mais uma vez
“...POR ISSO ESTOU AQUI, ENTREGO MINHA VIDA EM TEU ALTAR...”
Na música: “Poder da Oração”
“EU CREIO NO PODER DA BRASA VIVA NO ALTAR INCENSO MISTURADO A ORAÇÃO”
Na música: “Eu me arrependo”
“ENTREGO MINHA VIDA EM TEU ALTAR”
Na música: “Hinêh ni Adonai”
EIS-ME AQUI, SENHOR, ENVIA-ME MEUS LÁBIOS VEM TOCAR COM BRASAS DO ALTAR”

O que é a restauração do altar?
O altar é o local de morte. É ali que nossa vida é colocada como um sacrifício para Deus. No altar nós morremos para as nossas próprias convicções, vontades, desejos, expectativas, etc... No altar morremos para a nossa vida a fim de podermos viver uma nova vida para com Deus. No altar tem fim o velho homem. O desejo do coração do Eterno é que, após termos um verdadeiro encontro com Ele, possamos verdadeiramente morrer. Quando o sacrifício queimava, subia um cheiro que se desprendia da vítima! E é isso que o Eterno espera, que quando nossa vida for a ele oferecida, possamos liberar um cheiro suave a fim de agradarmos ao Senhor! Assim queimarás todo o carneiro sobre o altar; é um holocausto para o Senhor, cheiro suave; uma oferta queimada ao Senhor (Êx 29:18).
A ação principal de Elias, o profeta que representa restauração, foi restaurar o altar do Senhor. A primeira iniciativa de Zorobabel, Neemias e Esdras ao voltarem da Babilônia para construir a casa de Deus foi levantar o altar.
Sem uma posição definida de ouvir a voz de Deus e depender inteiramente dela, nada de valor pode ser realizado na obra de Deus.
Aqui na terra Jesus vivia numa posição de total dependência em Deus. Noite e dia ele era “todo ouvidos” para Deus. Não fazia nada sem ver o Pai fazê-lo primeiro. A base de sua vida era uma posição de incessante comunhão com Deus – e isso é o altar.
É a restauração do homem. Deus restaura o homem da queda e do pecado, justificando-o, santificando-o e glorificando-o. Ressuscita-o de entre os mortos. Dá-lhe corpo novo, revestido de incorruptibilidade e de imortalidade (1 Co 15.53). Torna-o igual a Jesus Cristo (Rm 8.29-30; 2 Co 3.18; Fp 3.20-21; 1 Jo 3.2).

O que significa restaurar o altar?
Significa restaurar a comunhão com Deus e com o seu povo, a Igreja.  Significa restaurar aquilo que um dia cremos (nossa doutrina), e vivemos (nossa prática), mas que por alguma razão abandonamos ao total desapreço. Portanto  a restauração do altar é uma recuperação daquilo que está esquecido, obscurecido. A restauração repara nossa vida espiritual. Restaura o nosso fervor, nosso ânimo e nossa paixão pelo Senhor e pelas coisas do Reino.

Conclusão
A função principal da igreja hoje é expressar Deus ao mundo através de sua vida e ações. Mas para isso ela necessita urgentemente ouvir a voz de Deus numa base contínua e permanente. Como isto poderá acontecer? Através do altar.

Comentários

Postar um comentário