domingo, 21 de junho de 2015

A QUEDA DA GRAÇA.

A QUEDA DA GRAÇA CONTRASTADA COM A PERSEVERANÇA DOS SANTOS
Arminianismo: aqueles que crêem e são verdadeiramente salvos, podem perder sua salvação por não guardar a sua fé. Nem todos os arminianianos concordam com este ponto. Alguns sustentam que os crentes estão eternamente seguros em Cristo; que o pecador, uma vez regenerado, nunca pode perder a sua salvação.
Calvinismo: todos aqueles que são escolhidos por Deus e a quem o Espírito concedeu a fé, são eternamente salvos. São mantidos na fé pelo poder do Deus Todos Poderosos e nele perseveram até. O fim.
Sumário dessas Posições :
De acordo com o Arminianismo: a salvação é realizada através da combinação de esforços de Deus (que toma a iniciativa) e do homem (que deve responder a essa iniciativa). A resposta do homem é o fator decisivo (determinante). Deus tem providenciado salvação para todos, mas Sua provisão só se torna efetiva (eficaz) para aqueles que, de sua própria e livre vontade, “escolhem” cooperar com Ele e aceitar sua oferta de graça. No ponto crucial, a vontade do homem desempenha um papel decisivo. Desta forma é o homem e não Deus, que determina quem será o recipiente do dom da salvação.
Esse era o sistema de doutrina apresentado na “ Remonstrance” (Representação) dos Arminianos e rejeitados pelo Sínodo de Dort em 1619,por não ser bíblico.
De acordo com o Calvinismo: a salvação é realizada pelo infinito poder do Deus Triuno. O pai escolheu um povo, o filho morreu por ele e o Espírito Santo torna a morte de Cristo eficaz para trazer os eleitos à fé e ao arrependimento, desse modo,fazendo os obedecer voluntariamente ao evangelho. Todo o processo (eleição,redenção,regeneração,etc) é obra de Deus e é operado tão somente pela graça. Desta forma, Deus e não o homem, determina quem serão os recipientes do dom da salvação.
Esse sistema de teologia foi reafirmado pelo Sínodo de Dort em 1619 como sendo a doutrina da salvação contida nas Escritura Sagradas. É o sistema apresentado na Confissão De Fé de westminster e em todas as Confissões Reformadas. Na época do Sínodo de Dort foi formulada em “cinco pontos” (em resposta aos cinco pontos submetidos pelos arminianos à Igreja da Holanda ) e têm sido, desde então , conhecidos como “os cinco pontos do Calvinismo”.
Rev: João Alves dos Santos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PAGANISMO CRISTÃO.

CRISTIANISMO ESTA AINDA SEM CONHECER O EVANGELHO,QUANDO SE DIZ VAMOS FAZER PEREGRINAÇÃO,OU PROCISSÃO,OU ROMARIA ATÉ UM TEMPLO LONGÍNQUO COM ...